Raça jesuítica

Raça jesuítica

O fervor anticlerical, nos primeiros tempos da República, seria anedótico se em causa não estivessem seres humanos.
O "antijesuitismo" em Portugal foi, de algum modo, uma antecipação daquilo que iríamos assistir no anti-semitismo nazi.
Os jesuítas eram considerados uma raça degenerada e defendia-se que deveriam ser deportados para uma ilha deserta ou internados em manicómios.
A fotografia mostra zelosos funcionários, do posto antropométrico de Lisboa, a medirem os crânios dos pobres jesuítas numa tentativa de provar que estes eram diferentes, não apenas no plano psicológico e moral mas até anatomicamente. Tentava-se confirmar, desta forma, as famosas teorias de Cesare Lombroso. Segundo este, as lesões, disformidades e assimetrias nos corpos dos criminosos eram muito mais frequentes que no conjunto da população.

Read more: Raça jesuítica

A morte do "Herói da Rotunda"

Machado de Santos

Nas comemorações do centenário da República tem-se dado o merecido destaque à ação decisiva do “Herói da Rotunda” para a implantação do regime republicano.

Poucos sabem, no entanto, o triste fim que teve. Na noite de 19 de outubro de 1921 foram assassinados por um grupo de marinheiros: Machado Santos, o "Herói da Rotunda"; António Granjo (primeiro-ministro), do Partido Republicano Liberal; Carlos da Maia, que chefiou a revolta da Marinha no dia 5 de outubro de 1910; o comandante Freitas da Silva, secretário do ministro da Marinha, e o coronel Botelho de Vasconcelos, antigo apoiante de Sidónio Pais.

Read more: A morte do "Herói da Rotunda"

"Domingo Sangrento"

Domingo Sangrento

No dia 22 de Janeiro de 1905, a um Domingo, estala, em S. Petersburgo, a primeira das revoluções russas do século XX, conhecida como "Domingo Sangrento".

Read more: "Domingo Sangrento"