Templo do Senhor Bom Jesus da Cruz

Templo do Senhor Bom Jesus da Cruz

Obra do arquiteto João Antunes (o mesmo da Igreja de Santa Engrácia, em Lisboa) é, seguramente, uma obra de referência da arquitetura barroca nacional.
No exterior, a austeridade decorativa tem real expressão, na sábia alternância de paredes lisas e curvas e na hierarquia das passagens para o interior, com a porta principal sobrepujada por tímpano curvo e as laterais com tímpano triangular.

Templo do Senhor Bom Jesus da Cruz

A planta revela uma opção clara pelo plano centralizado, baseado num círculo com dois prolongamentos retangulares relacionados entre si e ligando axialmente a capela-mor e a entrada principal. No interior, o espaço central, destinado à oração reservada, é protegido das grandes multidões de peregrinos através de um corredor que corre paralelamente às três entradas.
O interior do templo foi concebido à maneira barroca, como obra de arte total. João Antunes não foi apenas o arquiteto do projeto arquitetónico. A ele se ficou a dever, também, os espaços para os retábulos, os mármores e os azulejos, processo de enriquecimento que decorreu já na década de 20, mas com grande probabilidade seguindo as orientações de Antunes.

info: http://www.ippar.pt/

Share this post

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Add your comment

Your name:
Subject:
Comment: